Território digital e educação!

 Cada vez o mundo muda mais rápido, sobretudo no tocante as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs). Nós estamos inseridos em uma constante revolução tecnológica, portanto, devemos nos adaptar rapidamente a suas oportunidades, e é claro, aos riscos relacionados a essas evoluções e das ferramentas criadas. Não deve ser diferente com os processos de ensino e aprendizagem que estão cada vez mais sujeitos às informações instantâneas. Essa velocidade da quantidade da informação, faz com que a distância entre as gerações, dos atores do processo de ensino, fique cada vez mais ampla. De um lado o desafio do professor em se atualizar, do outro, alunos e o consumo não seletivo dos conteúdos. Muitas vezes reféns de culturas ideológicas perigosas, que levam a distúrbios sociais graves, como vimos no jogo da “baleia azul”, ou no alistamento cada vez maior de jovens para o Estado Islâmico.

Esses são desafios para os educadores conseguirem fazer com que os estudantes, em sua maioria jovens, use as ferramentas adequadamente, consumindo material na rede que, direta ou indiretamente vão contribuir para sua formação social, psicológica e curricular. Para tal, os professores necessitam continuamente “invadir” e dominar as ferramentas da rede. Bem como, fazerem se presentes nos novos canais das TICs (blogs, websites, Twitter, Instagram, Facebook, YouTube) de maneira online e offline, ou seja, estando onde seu aluno também está. Aproximando-se de seus alunos, nesse novo “território”, que inevitavelmente e cada vez mais estamos frequentando a qualquer hora do dia e lugar, inclusive dentro da sala de aula, pode se tornar um prejuízo para o modelo tradicional de aulas.

Sem sombra de dúvida, a privação a este “mundo mágico” não é mais uma alternativa, deve ser parte do método, de ponta a ponta. Usar computadores, enquetes online, vídeos da rede, aplicativos de celular, ou até mesmo cria-los com os alunos, pasmem, mas muitos são exímios programadores práticos. Devemos nadar a favor da correnteza da informação e não ao contrário.

Filtro de Kalman: Fusão de Sensores (Arduíno, MatLab, MPU6050)

Boa madrugada pessoal, segue mais um vídeo experimento, que realizei no mestrado (UFSJ / CEFET-MG). Um conteúdo de Sinais e Sistemas, o Filtro de Kalman para fusão de sensores. Confiram ai o vídeo. Espero que gostem. 🙂

Apresentação em PREZI

Relatório PDF

Depois posto mais detalhes sono bateu. Forte abraço.

Simulação DC DC boost (Arduino + Proteus)

Neste vídeo vocês podem conferir uma de minhas apresentações de trabalho do mestrado. O mesmo realizado na matéria de controle digital do professor Giovani, do mestrado em Engenharia Elétrica da UFSJ/CEFET-MG. Espero que gostem.

Aqrquivos: DOWNLOAD

Referências:

—Subhash Chancier; Pramod Agarwal; Indra Gupta. Auto-tuned, Discrete PID Controller for DC-DC Converter for fast transient response. Power Electronics (IICPE), 2010 India International Conference on. 2011 IEEE;

—Vedika V. Patki, D.N.Sonwane, Deepak D. Ingole and Vihangkumar V. Naik. Design and Implementation of Discrete Augmented Ziegler-Nichols PID Controller;

—Subhash Chancier; Pramod Agarwal; Indra Gupta. Fine-Tuned PID Controller for fast Transient Response of DC-DC Converter, European Journal of Academic Essays 1(2): 61-69, 2014 ISSN: 2183-1904. www.euroessays.org.

Embarcados.com.br

Conquista

Waldri Oliveira

Teixeira de Freitas: O acadêmico Waldri dos Santos Oliveira do 10º período de Engenharia de Controle e Automação da FASB ficou entre os 10 semifinalistas da região Nordeste, do Concurso Nacional de Startups, com o projeto ‘Fábrica de Drones’.

“A notícia confirma que estou no caminho certo e que já estou colhendo os frutos da minha aprendizagem e dedicação. É uma honra representar minha cidade em um evento Nacional e ainda mais meu Estado, que para minha maior surpresa, sou o único semifinalista da Bahia. Estou concorrendo com outras 50 ideias inovadoras de jovens empreendedores e universitários por todo Brasil”, relatou Waldri.

O Concurso, realizado pela Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), em parceria com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), Anjos do Brasil e Brazil Innovators, tem o objetivo de articular e divulgar práticas que fortaleçam a disseminação de novos e sólidos negócios no país, visando fomentar o Empreendedorismo Inovador e contribuir para o crescimento dessa salutar onda de projetos Startups, que são projetos para o início de novos negócios empresariais.

Essa metodologia propicia o surgimento de novos empreendimentos no mercado brasileiro a partir das ideias criativas de jovens empreendedores que sensibilizem e atraiam investidores dispostos a financiar a realização dos novos empreendimentos.

“Desejamos ao Waldri, todo o sucesso nas finais deste Concurso. Ele está demonstrando que reúne uma parcela expressiva dos principais diferenciais competitivos dos profissionais de destaque no mercado empresarial como conhecimento, criatividade, inovação e espírito empreendedor. Confiamos em seu potencial para bem representar a Bahia neste concurso nacional e que os investidores decidam em abraçar com ele a ideia da construção dessa Fábrica de Drones. Parabéns!”, acrescentou o Professor Nelson Motta, Diretor Executivo da FASB.

Por: Amabele Amorim- Coordenadora de Comunicação e Marketing da FASB